_ _ _ _

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

0 NOVELA DO MILHO: Só após a eleição, governo pede ajuda a Exército para distribuir alimento

+A +/- -A
O Comitê Integrado de Enfrentamento à Estiagem de Pernambuco, que tem como presidente o secretário de Agricultura do Estado, Ranílson Ramos, enviou documento à presidenta Dilma Roussef cobrando medidas mais eficazes no combate a estiagem que castiga todo o sertão nordestino. Num dos itens, o secretário solicita do Governo Federal apoio do Exército Brasileiro para dinamizar a distribuição do milho para ração animal, que encontra-se nos depósitos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

“Não estamos conseguindo atender a demanda colocada, visto que ampliamos de pouco mais de 100 para 15.300 cadastros. Temos que ampliar a logística de transporte do milho de Mato Grosso para Pernambuco”, diz o secretário, em um dos trechos do documento. Ranílson Ramos sugere que o Exército faça o transporte da ração do estoque existente nas cidades de Recife, Petrolina e Arcoverde para os municípios vizinhos.

A distribuição do milho tornou-se uma grande “dor de cabeça” para o governo estadual. O exemplo é que até agora o milho, que se encontra estocado em Afogados da Ingazeira e Petrolina, ainda não chegou a Serra Talhada, mesmo os agricultores estando com os seus cadastros aprovados. O atraso do repasse do milho aos municípios atingidos pela estiagem virou polêmica e chegou a ganhar ares eleitoreiros quando o deputado petista Manoel Santos “bateu o pé” e denunciou que o Governo do Estado estaria beneficiando apadrinhados políticos com o alimento durante as eleições. (Farol de Notícias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...