_ _ _ _

domingo, 18 de novembro de 2012

0 Secretário de Defesa Social de PE vem à ST explicar a saída do Comando de Área de Policiamento (CPS)

+A +/- -A
Mais uma vez, a segurança pública volta a ser pauta de debates em Serra Talhada. Na próxima terça-feira (20) o Secretário de Defesa Social de Pernambuco, Wilson Damázio, visita a Capital do Xaxado para falar sobre a extinção do Comando de Polícia do Sertão (CPS-1), que existia há mais de 20 anos na cidade. O encontro será no auditório do Hotel São Cristovão, às 11 horas, e foi provocado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

“Na oportunidade iremos reinvindicar a criação da 4ª Regional de Segurança Pública do Estado em Serra Talhada”, disse Everaldo Lima, presidente da CDL, que organiza o encontro em parceria com o Sindicato dos Comerciantes (Sindcom).  O CPS-1 foi fechado por decisão do governador Eduardo Campos e provocou  revolta entre lideranças empresariais e políticas. No dia 3 de setembro, no plenário da Câmara de Vereadores de Serra Talhada, os lojistas criticaram a decisão do governador. “O discurso de interiorização do governo perde forças com atitudes deste tipo. Quais foram os critérios para esvaziar o CPS”, disse, na época, o empresário Francisco Mourato, que foi taxativo: “Se aceitarmos  este tipo de coisa iremos concordar com o nosso isolamento”.

POLITIZAÇÃO DA CRISE

O curioso é acompanhar o papel das lideranças políticas neste imbróglio. No dia 17 de julho, em seu blog, o deputado Inocêncio Oliveira (PR) chegou a “cantar” vitória quanto a extinção do CPS 1 de Serra Talhada. “Falei com o doutor Wilson Damázio (Defesa Social) e recebi a boa notícia de que o CPS fica mesmo em Serra Talhada”.

Já o deputado Augusto César (PTB), no dia 3 de setembro, também engrossou a pauta proposta pelos comerciantes. “Serra Talhada é o centro do estado e com este modelo passa a depender de Petrolina. Não vamos dar sossego enquanto não podermos dar uma solução negociada”, disse César, na Câmara de Vereadores. Desde o mês de setembro que foi criada uma comissão para discutir com o governo do Estado este assunto mas não foram repassadas informações à sociedade. (Farol de Notícias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...