_ _ _ _

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

0 MP solicita proibição de venda dos planos América Saúde e Real Saúde em Pernambuco

+A +/- -A
A Promotoria de Defesa do Consumidor do Recife encaminhou à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) ofício solicitando que seja proibida a comercialização dos planos América Saúde e Real Saúde em Pernambuco por falta de atendimento aos usuários. O documento, enviado nessa quarta-feira (23), também pede o fim da portabilidade de consumidores de outros planos para o América e o Real.

 O plano Real Saúde é uma das quatro operadoras em Pernambuco que estão com a aquisição de novos clientes suspensa por um período de três meses. A empresa tem pouco mais de 50 mil clientes credenciados. As outras três operadoras suspensas no Estado são: Meridional Saúde (7.968), Unimed Guararapes (18.199) e Ideal Saúde (74.794). Esta última já teve falência decretada.

A medida foi tomada pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) após receber grupo de consumidores das duas empresas na Promotoria. Os consumidores relataram a não realização de exames em função do descredenciamento das operadoras de saúde por parte de médicos e de hospitais.
Um dos consumidores chegou a relatar que deixou de se submeter a um exame oncológico. Outro afirmou ter sido impossibilitado de dar continuidade ao tratamento de quimioterapia em um hospital particular do Recife, que justificou o fim do procedimento pelo não pagamento de exames anteriores por parte de um dos planos.

Coordenadora da Associação dos Usuários e Seguros, Planos e Sistemas de Saúde (Aduseps), a advogada Renê Patriota informou que já tramita na 10ª vara da Justiça Federal em Pernambuco uma ação civil contra as duas empresas. (NE10)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...