_ _ _ _

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

0 Adolescente de 15 anos estuprou e assassinou a menina Sibele, diz delegado

+A +/- -A
O delegado do Pilar, Gilson Rêgo, disse que considera como esclarecido o assassinato da menina Sibele Ferreira dos Santos, de 8 anos, estuprada e morta na periferia da cidade em setembro do ano passado. O autor do crime, segundo a polícia, foi um adolescente de 15 anos que está detido e será transferido ainda hoje para a Casa de Custódia da Polícia Civil.

O menor foi interrogado, na noite desta quarta-feira (06) por várias horas e negou o envolvimento do crime. No entanto, o delegado Gilson Rêgo ressaltou que o adolescente entrou em contradição com o depoimento de várias testemunhas e há indícios suficientes que prova ser ele o matador da menina Sibele.

"Não há mais dúvidas sobre a autoria do crime. Já esperávamos que ele fosse negar a autoria, até mesmo por se tratar de um crime que chocou a população do Pilar. Mas temos indícios e estaremos concluindo o inquérito nesta sexta-feira apontando ele como sendo o autor do crime", ressaltou Gilson Rêgo.

Entre as provas apontadas pelo delegado para incriminar o adolescente está o fato de testemunhas terem visto Sibele pela última vez entrando na casa do acusado. Uma sandália da menina foi encontrada em frente à casa e o corpo da menina estava em um canavial que fica próximo ao imóvel.

Para Gilson Rêgo, o adolescente atraiu Sibele até sua casa, que fica na mesma rua onde morava a menina, a estuprou e, como ela ficou machucada, decidiu matá-la. O delegado aguarda apenas o laudo do Instituto Médico Legal para confirmar que houve o estupro.

"O inquérito será remetido para a Justiça com a autoria definida e, em seguida, encaminhamos os laudos do IML e do Instituto de Criminalística para que sejam anexados. Quanto ao acusado, ele será transferido para a Casa de Custódia, já que a Delegacia da Criança e do Adolescente de Maceió está passando por reformas", explicou o delegado.

Lembre o caso

Sibele desapareceu no dia 13 de setembro, quando brincava em frente à casa de uma tia, no município de Pilar.

O corpo da garota foi encontrado 19 dias depois, em avançado estado de decomposição, por isso foi necessária a realização de uma análise genética na ossada para confirmar a morte. O Laboratório de DNA Forense da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) concluiu que o DNA era compatível com o de Sueli Ferreira dos Santos, mãe de Sibele, que forneceu amostra de sangue para o exame. (Tnh1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...