_ _ _ _

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

2 Garota estuprada nas Maldivas é condenada a 100 chibatadas

+A +/- -A
(Imagem ilustrativa)
Uma jovem de 15 anos, vítima de estupro, foi condenada a receber 100 chibatadas por manter relações sexuais sem ser casada, de acordo com autoridades das Maldivas.
As acusações constra a garota foram feitas no ano passado depois que a polícia investigou denúncias de que o padrasto a teria estuprado e matado o filho dos dois. Ele ainda será julgado.
A mãe também é acusada de não denunciar o abuso às autoridades.
Promotores, no entanto, dizem que a condenação da garota não tem relação com o caso de estupro.
O pesquisador da Anistia Internacional Ahmed Faiz disse que o açoite é "cruel, degradante e desumano" e pediu que as autoridades abandonem a prática.
— Estamos muito surpresos que o governo não esteja fazendo nada para anular esse tipo de punição. Esse não é o único caso. Está acontecendo frequentemente - no mês passado houve outra garota que foi violentada e condenada a chibatadas.
Faiz disse ainda que não sabe quando a sentença do caso anterior foi executada, já que as pessoas não querem discutir abertamente a situação.
O governo das Maldivas disse que não concorda com a punição e que tentará mudar a lei.
A porta-voz do tribunal de menores, Zaima Nasheed, disse que a jovem também deverá permanecer em um reformatório por oito meses.
Ela defendeu a condenação, dizendo que a menina cometeu voluntariamente um ato ilegal.
Autoridades locais afirmam que ela será punida quando completar 18 anos, a não ser que peça o adiantamento da punição.
O caso nos tribunais teve início depois que a polícia foi chamada para investigar o corpo de um bebê morto, que foi encontrado enterrado na ilha de Feydhoo no Atol de Shaviyani, norte do país.
O sistema judiciário das Maldivas, um arquipélago islâmico com uma população de cerca de 400 mil pessoas, tem elementos da sharia (lei islâmica) e do direito britânico. (BBC Brasil)

2 comentários:

Cristiane Vasconcelos disse...

absurdo!!!

Anônimo disse...

Isso é a religião fazendo seu papel. No Brasil a religião põe bandidos no poder público. Nos Estados Unidos serial killer religioso mata em nome de deus. Não vejo nada de diferente, nos outros paises.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...