_ _ _ _

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

0 Promotora rechaça pressão do governo boliviano e explica a causa da prisão de corintianos

+A +/- -A


Fiscal de investigação (equivalente ao cargo de promotor no Brasil) no caso dos 12 torcedores do Corinthians presos após a morte de Kevin Beltrán, Abigail Saba seguiu a linha de raciocínio do advogado da família do fã do San Jose e disse ao ESPN.com.br, por telefone,que quem atirou o sinalizador que matou do jovem de 14 anos está entre os detidos.

De acordo com a promotora, "por isso que começaram as investigações": "Existem elementos suficientes de convicção da participação deles. Por isso, também foi avaliado os antecedentes deles".

"Nós encontramos o delito. É um delito flagrante, foram detidos pela polícia 12 torcedores. Motivo pelo qual a etapa preliminar foi encerrada. Não dissemos que eles são culpados, só há indícios, presunção. Eles não passaram domicílio, contatos da família no Brasil, e por isso estão aqui. A investigação continua e deve durar ainda seis meses", continuou.

Questionada se o governo boliviano está pressionando para que os torcedores fiquem presos, Abigail Saba garantiu: "Não. O Ministério Público trabalha independentemente. Somos independentes, e só estamos sujeitos à lei, ao código de processo penal. Nós não podemos trabalhar assim".

No fim de semana, o adolescente H.A.M., de 17 anos, assumiu a autoria do dispado do sinalizador. No entanto, a promotora não leva em consideração tal confissão e diz que qualquer novidade sobre o caso que apareça do Brasil tem de ser apresentada na Bolívia pessoalmente. (ESPN Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...