_ _ _ _

segunda-feira, 25 de março de 2013

0 ADUTORA pode se transformar num ‘poço’ de problemas para os operadores do sistema

+A +/- -A

Apesar da euforia governamental em torno da inauguração da primeira etapa da Adutora do Pajeú, a obra vem sendo executada com dificuldades e com frequentes problemas quanto ao bombeamento d’gua até Serra Talhada. Em janeiro, por exemplo, o FAROL registrou um vazamento com jatos de água de até 6 metros de altura, as margens da PE-390. Os canos não suportaram a pressão das três bombas ligadas ao mesmo tempo.
Há cerca de quinze dias, o sistema parou sem levar água até Serra Talhada por dez dias, devido os técnicos estarem fazendo ajustes. Entretanto, os governantes fizeram questão de reforçar que tudo estava dentro do previsto.
A novidade mais recente foi divulgada pelo Blog do Magno Martins, através de um excelente trabalho do jornalista Adriano Roberto. Das quatro bombas programadas para funcionar, apenas uma está trabalhando uma vez que os canos não suportam a pressão. Mas tem um problema mais grave: o local de captação, em um dos braços da repressa da Barragem de Itaparica, deveria estar com 9 metros de profundidade, mas conta apenas com quatro metros e meio. Alguns moradores do entorno temem o esvaziamento no ponto de captação. (Carlos Magno)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...