_ _ _ _

quinta-feira, 18 de abril de 2013

2 MPPE pede suspensão dos processos seletivos da Prefeitura de Serra Talhada

+A +/- -A


(“erro foi utilizar entrevistas para eliminação”, diz promotor Rolemberg)

O Promotor de Justiça Antônio Rolemberg Feitosa Júnior protocolou, junto ao Fórum de Serra Talhada uma medida cautelar 10008-74/2013 solicitando a suspensão dos processos seletivos realizados pelas secretarias de Saúde, Desenvolvimento Social e Secretaria de Esportes de Serra Talhada. 

Segundo o promotor de Justiça, foram identificadas várias irregularidades durante todo o processo seletivo e o objetivo do Ministério Púbico é conquistar a anulação de todos os atos praticados pelo governo.

Falando ao Farol de Notícias, o promotor de Justiça disse que o grande erro da Prefeitura de Serra Talhada foi utilizar o mecanismo das entrevistas como critérios de eliminação de candidatos. “Houve uma seleção política e os aprovados foram escolhidos a dedo contrariando a Constituição Federal. Vamos aguardar a decisão do juiz para ingressarmos com uma Ação Civil Pública pedindo a anulação do certame”.

2 comentários:

Sem Conhecimento de Causa disse...

Desde quando uma entrevista tem mais relevância do que um currículo que expresse verdadeiro nível de conhecimento acadêmico e experiência profissional?

E foi esse o principal critério utilizado pelo grupo responsável pela “montagem” do processo seletivo municipal em Serra Talhada.

Como explicar o fato de candidatos que conseguiram apenas 10 pontos na avaliação curricular obterem excelente pontuação (50 pontos) na entrevista, como foi o caso da candidata Bruna Godoy que já é do quando da prefeitura e, ainda a candidata Eneida de Carvalho (que não é do quadro da prefeitura) que tem vasta experiência na área de saúde, que somou 50 pontos na avaliação curricular e conseguiu míseros 20 pontos na entrevista?

O que dizer de Natália Epaminondas que somou 32 pontos na avaliação curricular sem que tenha sequer concluído sua especialização com apresentação do TCC (Trabalho de conclusão de Curso), mas ainda assim logrou o 4º lugar no certame após ser presenteada com 50 pontos na entrevista por ser uma das protegidas indicadas para ocupar uma das vagas?

Não escrevo isso aleatoriamente, afinal o resultado foi estampado no Núcleo da Secretaria Municipal de Saúde de Serra Talhada para quem quisesse ver, como foi o meu caso, daí colhi esses itens para exemplificar em minha postagem, mas acreditem, é o mínimo em comparação às irregularidades ocorridas nessa seleção que foi criada tão somente para tentar legalizar a permanência de alguns e as novas contratações dos chamados “peixes”.

Sem contar que o edital previa também vagas para o SAMU, sendo que estas foram remanejadas para as vagas de enfermeiro geral sem quaisquer critérios, sob a alegação de que um novo edital seria tornado público tão logo o prédio estivesse pronto.

E ainda quando nos corredores uma senhora encontra-se com a “mulher da saúde” e diz que sua filha que é técnica em enfermagem se inscrevera, mas não foi selecionada, recebendo como resposta: “se você tivesse me procurado antes, a gente tinha dado um jeito”.

E é isso !!! Esse é o meu Brasil sil sil sil !!!

Anônimo disse...

Esse promotor teve a coragem de lutar pela povo que está sendo ludibriado por esse corruptos que prometeram empregos aos seus "babões" políticos e agora precisa fazer qualquer coisa pra cumprir a sua promessa...

Parabéns Sr. Rolemberg, o país precisa de homens íntegros e compromissados com a justiça pra tentar mudar um pouco a cara desse país de desonestos e ladrões...

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...