_ _ _ _

quinta-feira, 4 de abril de 2013

0 PM morto durante assalto a ônibus em ST é sepultado em meio a muita comoção e homenagens na cidade de Exu

+A +/- -A
O município de Exu, no sertão do Pernambuco, parou na manhã desta quarta-feira (3) a fim de prestar as últimas homenagens ao Soldado do Ronda do Quarteirão de Juazeiro do Norte-CE (que também já trabalhou em Barbalha-CE) e acadêmico de Direito da Faculdade Paraíso de Juazeiro do Norte, Jaelson Júnior Andrade Bento, de 23 anos. O conterrâneo do Rei do Baião Luiz Gonzaga foi assassinado no início da madrugada desta terça-feira (2) no interior de um ônibus da Princesa do Agreste que fazia a linha Recife/Crato, após alvejar e matar dois assaltantes.
 
O corpo dele chegou por volta das 22 horas desta terça-feira procedente do Instituto Médico legal (IML) de Petrolina (PE) direto para ser velado na residência dos pais Francisco Jaelson Cardoso Bento e Normandia Maria Parente de Andrade na Rua De Jesus Parente, 765 no Centro de Exu. Uma multidão já aguardava e o clima de tristeza aumentou junto ao choro doído dos familiares, incluindo suas duas irmãs. O velório e o sepultamento do rapaz foram marcados por comoção e homenagens.

Cerca de 200 policiais militares da região do Cariri estiveram em Exu tendo à frente os capitães Adailton da Silva e Guedes, comandantes do Ronda do Quarteirão em cujo Batalhão o Soldado Bento trabalhou exatamente três anos, nove meses e sete dias, assim como policiais militares e civis de Exu. A emoção tomou conta dos militares e muitos foram às lágrimas no momento das despedidas que constaram de aplausos, despejo de flores sobre a urna mortuária, salva de tiros e o toque de silêncio.

Um dos mais emocionados era o seu fiel companheiro e amigo Soldado Araújo. Ele revelou que foi convidado e iria junto na viagem para Recife a fim de passar o feriadão na casa de parentes do colega, mas desistiu de última hora. Disse ainda que até pediu ao mesmo para não ir. Os comandantes do Ronda não se cansavam de elogiar o Soldado Bento citando características como as de bom companheiro e muita disposição para o trabalho.

O velório teve duração de 12 horas e o cortejo fúnebre saiu por volta das 10h da manhã para a lotada Igreja de Bom Jesus dos Aflitos, onde o padre João celebrou missa de corpo presente. Logo depois, novo cortejo pelas ruas de Exu na direção do Cemitério São Raimundo. (Folha de Exu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...